OQUE   É ?? Disfunção sexual




 refere-se à dificuldade sentida por uma pessoa ou casal durante qualquer estágio da atividade sexual, incluindo desejo, excitação ou orgasmo



Distúrbios sexuais são usualmente diagnosticados quando são parte importante das alterações da sexualidade de um indivíduo. Podem existir por toda a vida, ser adquiridos devido a experiências de vida ou a patologias clínicas e/ou psiquiátricas. Dificuldades de relacionamento podem levar ao aparecimento de patologias da sexualidade humana e vice-versa. Essas dificuldades podem ou não desencadear ansiedade na pessoa afetada, dependendo do quadro clínico e da visão que a pessoa possui sobre a importância de sexo em sua vida. As alterações da função sexual continuam sendo altamente prevalentes e causadoras de sofrimento. É comum que estas alterações sejam escondidas com muito conflito pela pessoa acometida, ocasionando solidão, ansiedade e sintomas de depressão.


Fases da relação sexual
A relação sexual é dividida em 4 fases:
  1. fase do desejo sexual: consiste em fantasias de ter alguma atividade sexual, através de imagens ou sensações corporais a respeito de ato sexual, e o desejo de realizar um ato cuja descarga seja através de genitais. A excitação sexual depende de um histórico satisfatório de relações sexuais prévias;
  2. fase da excitação sexual: é acompanhada de alterações do formato e da sensibilidade dos genitais;
  3. fase orgástica: corresponde ao ápice do prazer sexual;
  4. fase da resolução: ocorre após um ato sexual prazeroso, em que aparece um relaxamento muscular generalizado


A Sociedade Americana para o Avanço da Saúde Sexual define o vício em sexo como uma dificuldade de uma pessoa controlar o seu comportamento sexual. Eles vão em busca dos seus desejos sem pensar se aquilo pode prejudicá-los, sem refletir sobre as consequências. Eles acabam perdendo o limite e ficam obcecados por sexo, mesmo quando não querem mais, ficam só “pensando naquilo”. De acordo com o depoimento de pessoas que se dizem viciadas, elas acabam não sentindo prazer no sexo, sentem apenas vergonha.
Esta desordem pode não entrar na nova versão do DSM como vício, mas sim, chamada de “desordem hipersexual”.

 psicoterapia ou psicanálise tem como objetivo tratar os conflitos subjacentes à disfunção sexual. Terapia comportamental é outra abordagem possível. Pode-se utilizar efeitos colaterais de alguns remédios, como antidepressivos tricíclicos em baixas doses para tratamento da ejaculação precoce

 
 
Support : Copyright © 2015. erreoy griega - All Rights Reserved