Home » » Fazendo uma despedida diferente

Fazendo uma despedida diferente


             Fazendo uma despedida diferente

Namoro a quase dois anos,e recentemente meu namorado me pediu em noivado, em primeiro momento eu aceitei, pois não fazia idéia do que estava pra acontecer.Nos conhecemos no trabalho. Trabalhamos juntos durante um ano. Hoje não mais.Sempre freqüentamos o barzinho perto da nossa antiga empresa, pois lá ainda trabalham nossos amigos.Em um fim de semana encontrei o o (fabio  ), um amigo meu e do meu namorado.Quando ainda trabalhávamos juntos percebia os olhares dele pra mim, e eu sempre muito cara de pau, retribuia os olhares, mas nunca pensei que fosse acontecer algo a mais, mesmo porque naquela época ele estava com a mãe da filha dele.O que eu não sabia é que ele estava solteiro, desde setembro do ano passado.Sempre que o paulo  (nome do meu namorado fictício) saia de perto da gente, ele dava aquelas olhadas de quem queria me comer ali mesmo.( Pior que eu nem me lembrava direito de como ele era gostoso, fazia tempo que não o via ),Fiquei super excitada com os olhares dele, mas como ele já havia bebido muito, logo pensei que no dia seguinte ele não iria lembrar do que tinha feito.No dia seguinte,  e eu voltamos para o tal barzinho.Logo que cheguei o vi olhando pra mim com a mesma cara de safado pedindo pra eu dar pra ele.O ....  foi em direção aos amigos dele e eu fui em direção a mesa que o ......estava sentado junto com uma amiga nossa, a Ana (nome fictício).Essa nossa amiga sabia de tudo, pra ser sincera os dois estavam me disputando, já que Ana é lésbica.Assim que me aproximei deles, o .....disse que eu não morreria tão cedo, já que estava falando de mim.Quando perguntei pra saber o que estavam falando, ele disse que era melhor não dizer para não me deixar constrangida.Sentei com eles e começamos a beber, até que ele me convidou para ir num churrasco que ele iria oferecer para comemorar a promoção dele na empresa.Eu disse que provavelmente não daria pra ir, pois o .....trabalharia naquele fim de semana, foi então que ele foi mais direto dizendo que o convite não se estendia ao meu namorado.Ele era uma tentação. Eu queria beijá-lo ali mesmo.O .... foi para onde estávamos, e dali fomos para um outro barzinho encontrar mais alguns amigos.Chegando lá, mais bebida, e a .......e o .....não paravam de dar bebida para o .......O ponto crucial foi quando comecei a tomar caipirinha de saque com canudinho
.Na mesma  hora olhei para o .....e o vi babando, sabia no que ele estava pensando, sabia que ele queria que eu estivesse sugando outra coisa ao invés do canudo.O ..... cada vez mais alto.Não desconfiava de nada, só queria beber cada vez mais.Sinceramente eu estava adorando aquilo tudo.Ao mesmo tempo, a Ana não ficava de fora, me olhava com uma"cara" sugestiva.Alguns de nossos amigos resolveram ir embora devido ao horário, mas.......e eu resolvemos virar a noite.Saímos de lá com o intuito de jogar sinuca.A Ana e o Danilo foram com a gente.E o inesperado acontece..... se perde. Ficamos só nós três, ..., ...... e eu.Procuramos durante um tempo pelo ...... mas nada.
Resolvemos então, procurar por um hotel.
Pedimos apenas um quarto, para três. A "cara" do rapaz do hotel foi hilariante.Dormimos os três juntinhos.O .......encostado na parede, eu no meio e a anita no outro canto.Sinceramente, não estava interessada na eu queria mesmo dar para o Deixamos a dormir. Estávamos agarradinhos. O corpo  dele queimando.Ele começou a me acariciar, e foi me deixando cada vez mais louca!Nos beijamos com volúpia. Estávamos cheios de más intenções. Cheios de tesão.Mas não foi nessa noite que aconteceu.Tivemos que esperar o próximo fim de semana.Fiquei de encontrar o .......depois que ele saísse do trabalho, mas encontrei a Ana e resolvi dar um perdido nele.Fomos para um barzinho perto do hotel onde tínhamos passado a noite no fim de semana passado.Quando chegamos lá, além de encontrar uns amigos, encontrei "Ele", o ........ Meu coração pulou. Fiquei molhada na mesma hora. Tamanha era a vontade de trepar com ele.De lá fomos para uma baladinha, mas estava muito furada então resolvemos ir embora.A .....foi com a gente. Pegamos o metro, mas ela não continuou coma gente, desceu estações antes.Não sabia pra onde iríamos, só sabia que iria ser naquela noite!O .......levou pra casa dele. Todos estavão dormindo. Comemos e fomos para o quarto dele.Ele ligou a TV e começou a se despir. Olhou no fundo dos meus olhos e disse pra eu tomar uma ducha com ele.Apesar da minha vontade louca, ficar envergonhada era inevitávelEle foi até mim, e começou a abrir minha blusa, beijou meus lábios, foi descendo até meu pescoço, e depois subiu até meu ouvido e disse que iria me fazer sentir o que eu nunca tinha sentido antes.Ele me pegou no colo e fomos os dois para o banho. Lá ele me elogiou. Disse que a tempos não via um corpo tão perfeito quanto o meu. Me falava o quanto eu o enlouquecia e o quanto me desejava.A sensação que deu é que nós dois sabíamos que aquilo um dia ia acontecer, independente de termos esperado por quase dois anos.Depois de uma banho cheio de carícias, beijos e corpos ardendo de tesão, ele me pegou nos braços e me levou para o quarto.Me deitou na cama e começou a me acariciar e me beijar novamente. Sentia sua mãos por todo meu corpo, e seu corpo quente sobre o meu.Ele foi passando os lábios pela minha barriga, depois foi dando beijos suaves na minha virilha, até que começou a passar a língua no meu grelinho.Suspirei e soltei um gemido de prazer.Então cada vez mais ele ia afundando a língua na minha bucetinha, sugando ela todinha.Depois de poucos minutos minha menina estava molhadinha, eu gozei na boca dele, e ele tomou todo o meu melzinho.Ele voltou para me beijar na boca e começou a sussurrar no meu ouvido, ele sabia o quanto aquilo me deixava louca.Então eu peguei no pau dele. Meu Deus! Sempre achei o pau do Bruno enorme, mas o do .........era muito,mas muito mais grosso, e logo imaginei aquilo tudo dentro de mim.Ele começou a roçar o pau na minha buceta, dava tapinhas de leve nela, colocava os dedinhos nela.Ele me virou de bruços e empinou meu bumbum pra ele. Eu estava ansiosa pra ter aquele cacete tão grosso dentro de mim, então ele não esperou enfiou com tudo, com força que eu dei até um pulo.Foi fazendo movimentos devagar e foi aumentando o ritmo me fazendo gemer cada vez mais alto. Enrolou meu cabelo entre os dedos dele e puxou. Eu adorei aquilo!Depois de tanto fuder de bruços, ele me colocou de ladinho, e disse no meu ouvido que queria trepar comigo daquele jeito. Eu estava louca de tesão, pedi pra ele falar mais besteira, e ele continuou:-Ahh é sua safada! Minha putinha! Vadia...você gosta disso, gosto do meu pau te fudendo. E eu via que enquanto ele metia na minha buceta, ele olha minha bundinha. Ele deu uns tapas nela, primeiro devagar, só que eu pedi mais, dai ele deu palmadas mais forte. E implorava pra ele continuar falando besteiras:-Vc gosta de apanhar sua vadia. Heim, sua puta gostosa. Vou fuder você, até sua bucetinha gozar no meu pau...sua puta!Depois de tanto fuder de ladinho, nós gozamos. Nem nos preocupamos em usar proteção, pois confiávamos um no outro e eu tomava pílulas. Mas não estávamos satisfeitos. Alguns minutos depois, ele jogou o edredom no chão e fomos pra ele.Pediu pra eu ficar de quatro e não tinha como negar, mas eu disse que queria chpá-lo primeiro.Coloquei aquele caralho enorme na minha boca. Ele me segurou pelos cabelos, e foi socando seu pau na minha boquinha. Me bateu na cara, e colou o dedinho no meu cuzinho.Eu enlouqueci,nós não cansávamos.Fiz ele gozar na minha boca, tomei toda a porra dele, e ainda disse que estava gostoso.Mas ele ainda queria mais, e pra ser franca, eu também.Fiquei de quatro e ele meteu o pinto na minha bucetinha, com tanta força...Eu queria apanhar mais, ele me dava uns tapas na minha bundinha.Eu queria de tudo com ele. Então sentei no pau dele, e comecei a cavalgar, pareciamos dois tarados no cio.Foi então que ele pediu pra comer o meu cuzinho. Eu deixei. Ele passou um gel e  começou a enfiar aquele cacete grosso devagarzinho.Quando dei por mim, ele já tinha enfiado tudo, e já estava fudendo meu anel com força. Gozamos como nunca. Mal dormimos aquela noite.Voltamos pra cama após descansar um pouco e fizemos o meia nove. Então ele pediu pra me fuder de novo. Não resisti, dei de novo minha buceta pra ele, e dei com vontade, estaria dando até agora se possível.Ele me arrombou todinha, como nunca ninguém tinha feito. Gozei trilhões de vezes e ele também.Ele disse que eu tinha o cú mais gostoso de todos que ele já tinha fudido. Disse que eu tinha nascido pra dar a bundinha e que eu chupava uma rola como ninguém.Modéstia a parte, eu trepo muito bem. E depois dessa noite, trepamos todo o fim de semana que meu namorado trabalha. Continuo dando para o meu namorado, mas sou uma puta de verdade com o ....... Só ele me fode como ninguém.


doutoram doutora do prazer

 
Support : Copyright © 2015. erreoy griega - All Rights Reserved